Eventos gratuitos em São Paulo para driblar a crise: 8 a 14.10

Para deixar os dias mais ensolarados do que eles realmente estão, o feriado prolongado chega com um dos eventos mais bonitos do ano, o SP Na Rua, que reúne os principais coletivos que fazem a noite paulistana acontecer. 

Festas e shows

SP na Rua 2017 por I Hate Flash

O C.U.C.A. (Culturas Urbanas, Conexões Artísticas), novo festival promovido pela Secretaria da Cultura de SP focado em inovação artística. A programação ocupa diversos espaços culturais e a nossa amada rua. O festival acontece entre os dias 8 e 21 de outubro e abraça as mais diversas linguagens artísticas. Programação completa aqui. O SP Na Rua é um dos vários eventos que fazem parte desta nova plataforma.

Amantes da jovem guarda não podem perder o show do cantor e compositor Eduardo Araújo, próximo convidado do Notas Contemporâneas. “Pode Vir Quente Que Eu Estou Fervendo” é um dos vários clássicos da música dos anos 60 de autoria do cantor.
Eduardo Araújo. Quarta-feira (10.10), das 20 às 21h. Ingressos disponíveis 1h antes do espetáculo.
MIS. Av. Europa, 158, Jardim Europa.

Show do rapper Edgar (esse vai dar muito o que falar ainda) e discotecagem de Mirands e Biscartie (Batekoo SP), prometendo muito hip-hop, funk, twerk, e DJ Dimas.
MiniMECA#014 com Edgar. Sexta-feira (12.10), das 15 à 0h. Gratuito.
Rua Arthur de Azevedo, 499, Pinheiros.

Para apaixonados por saxofone.
Show Thiago França. Sexta-feira (12.10), casa abre às 17h; show às 20 e 21h30 (duração 25 minutos). Gratuito.
Mundo Pensante. Rua Treze de Maio, 733, Bela Vista.

O Fuga Operária constrói suas músicas utilizando instrumentos e máquinas sonoras. Percussão, live samplers, controlador MIDI, guitarra sintetizada, megafone, gaita, youtube, baixo e escaleta fazem parte dos instrumentos utilizados pela banda. O show terá uma projeção mapeada.
Fuga Operária. Sexta-feira (12.10), das 20 às 22h. Gratuito.
Teatro de Arena Eugênio Kusnet. Rua Teodoro Baima, 94, Centro.

O rapper Marginal Gris faz um show exclusivo no espaço Parlapatões apresentando uma prévia de seu novo trabalho “Noite Suja”. O show faz parte da programação Satyrianas 2018.
Marginal Gris. Sexta-feira (12.10), das 22 às 23h30. Gratuito.
Parlapatões. Praça Roosevelt, 158.

A Smirnoff Ice Original House está com uma ativação na Casa do Colégio, em Pinheiros. Neste feriado tem show da girl band Rouge pra quem adora um pop, e no sábado tem o nosso querido DJ Mau Mau. É necessário fazer inscrição para poder entrar na festa.
Rouge. Sábado (13.10). /// DJ Mau Mau. Domingo (14.10). Após às 15h. Gratuito mediante inscrição.
Casa do Colégio. Rua Bento Frias, 223, Pinheiros.

Show que promete: o paraense Jaloo, um dos artistas mais talentosos da cena atual, com a paulista MC Tha. Juntos gravaram recentemente a canção “Céu Azul” (ouve ) e apresentarão seus grandes sucessos.
Jaloo & MC Tha. Sábado (13.10), das 19 às 21h30. Gratuito.
CCJ. Av. Deputado Emílio Carlos, 3641, Vila Nova Cachoeirinha.

O Pato Fu faz show apresentando os maiores sucessos de seus 25 anos de carreira.
Pato Fu. Sábado (13.10), às 18h. Gratuito.
Sesc Parque Dom Pedro II. Praça São Vito, s/nº, Brás.

As ruas do centro de São Paulo serão ocupadas pelos principais coletivos de festas da cidade. O SP na Rua reflete a diversidade musical da noite paulistana como nenhum outro evento. A festa é bonita e uma luz no meio dessa época de trevas que estamos vivendo. Vamos ocupar as ruas. Vamos bailar. Tem festa para todos os gostos durante suas 10 horas de duração. Permita-se andar entre um palco e outro pra conhecer de perto essa riqueza que temos à nossa volta.
SP na Rua. Sábado (13.10), das 20 às 6h. Gratuito.
Centro histórico, entre Patriarca, CCBB, São Bento, Largo São Francisco e arredores.

A Metanol FM faz sua transmissão de rádio ao vivo no bar mais querido do Largo da Batata, a Void. Se você gosta de música eletrônica boa, essa festa é pra você.
Metanol FM. Domingo (14.10), das 15 à 0h. Gratuito.
Void. Rua Martim Carrasco, 56, Largo da Batata.

Festa com 100% de música brasileira. Nas pickups tem os DJs Nuts, Salvador Araguaya, Shaka, entre outros.
Picco à Brasileira. Domingo (14.10), das 15 às 22h. Gratuito.
Casa das Caldeiras. Av. Francisco Matarazzo, 2000, Água Branca.

A festa Ficken4free com um line-up primoroso: Vermelho, Ana Flávia, Mauro Feola.
Ficken4free. Domingo (14.10), das 18 à 0h. Gratuito.
Zig Club. Rua Alvaro de Carvalho, 190, Anhangabaú.

Cinema, teatro, dança, circo e literatura

Filme sobre o artista José Leonilson, que começou em 1990 a narrar em fitas cassetes um diário sobre a sua vida e os acontecimentos no Brasil e no mundo, e como a queda do Muro de Berlim. Os registros tomam outra urgência quando Leonilson descobre que é portador do HIV.
A Paixão de JL (Dir. Carlos Nader, 2015). Segunda-feira (08.10), às 19h. Duração 1h22. Gratuito.
Cine Sesc. Rua Augusta, 2075, Cerqueira César.

O Cine Volver exibe quinzenalmente produções de cineastas independentes. Além da exibição de filmes, rola também um bate-papo com diretores, personagens e o próprio público do filme. Nesta próxima edição os filmes escolhidos são “Os Atrasos do Sol”, de Alessandra Matias, e “Diário de Imagens”, de Tania Campos, ambas apresentando uma visão sensível sobre o cotidiano.
Cine Volver. Quarta-feira (10.10), das 20 às 23h. Gratuito.
Lab Mundo Pensante. Rua Treze de Maio, 733, Bela Vista.

Mostra dedicada à atriz Nicoli Puzzi, considerada a musa da pornochanchada. A programação traz um apanhado de sua carreira, como “Eu”, “Eros, O Deus do Amor”, “As Sete Vampiras”, “O Bom Burguês”, “Possuídas pelo Pecado”, e por aí vai.
Eu, Nicole Puzzi, Possuída pelo Prazer. Até 14.10, diversos horários. Gratuito. Classificação 18 anos.
Cinemateca Brasileira. Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Clementino.

O festival Satyrianas, organizada pela Cia. Os Satyros, voltam à Praça Roosevelt com o tema “Satyrianas do Amor – Sem medo do clichê”. A programação extensa conta com teatro, dança, música, circo, leituras dramáticas, filmes e performances. O festival se espalha por diversos espaços na região central.
Satyrianas 2018. De 11 a 14 de outubro, diversos horários. Pague quanto puder (ou não pague se não puder).
Diversos locais – confira a programação completa aqui

O universo aéreo do circo é o tema do “Arquiteturas do Circo”. Na programação tem espetáculos, cursos, oficinas e debates relacionados às habilidades circenses.
Arquiteturas do Circo. De 12 a 21 de outubro, diversos horários. Gratuito.
Sesc Parque Dom Pedro II. Praça São Vito, s/nº, Brás.

Exposições

Arthur Omar no Sesc Consolação. Foto: divulgação

O IMS abre seu ateliê e seu laboratório para que o público se engaje em atividades fotográficas experimentais relacionadas a uma técnica ou ao procedimento de obtenção de imagens.
Experimentações: Contraste. Domingo (14.10), das 11 às 13h e das 15 às 17h. Gratuito, retirar senha 1h antes.
Instituto Moreira Salles. Av. Paulista, 2424.

“A Origem do Rosto”, exposição do fotógrafo, cineasta e artista plástico mineiro Arthur Omar, traz obras que têm o rosto como ponto de partida, discutindo identidade. Além da visitação gratuita, ao longo de toda a mostra haverá um ciclo de debates que convida pesquisadores a discutir a relação da fotografia com o cinema, com a antropologia e com questões contemporâneas.
A Origem do Rosto, de Arthur Omar. Até 1.12. Segunda a sexta, das 11 às 21h30; sábados e feriados, das 10h30 às 18h30. Gratuito.
Sesc Consolação. Rua Dr. Vila Nova, 245, Vila Buarque.

Cursos, palestras e workshops

Marcelo Gugu ministra o Infinity Class e Oficina de Escrita, no Sesc Pinheiros. foto: divulgação

Palestra sobre pós-humanismo, ética e novas tecnologias. Pode-se dizer que pós-humanismo é uma resposta filosófica a um mundo onde é cada vez mais difícil distinguir entre o natural e o artificial, entre os ecossistemas físicos, naturais e digitais, e no qual o binômio escrita-leitura, que articulava a cultura e suas diversas narrativas de maneira linear, está perdendo seu protagonismo para novas narrativas e meios de expressão, com presença marcante do visual e das novas tecnologias.
Pós-humanismo, ética e novas tecnologias: de Mark Zuckerberg a Elon Musk. Quarta-feira (10.10), das 19 às 21h. Gratuito. É necessário se inscrever.
inovaBra. Av. Angélica, 2529.

Infinity Class e Oficina de Escrita: Redefinindo a História sob a ótica do Hip Hop, ministrado por Marcello Gugu, é formada por três atividades distintas, autônomas mas complementares.
Infinity Class e Oficina de Escrita. Dias 9, 16, 23 e 30 de outubro, das 17 às 20h. Gratuito.
Sesc Pinheiros – 3º andar. Rua Paes Lemes, 195, Pinheiros. 

Série de encontros sobre o pensamento preto radical no Brasil. A proposta surge da ideia de empreender um esforço de sistematização de um pensamento em processo, que é coletivo, e emerge em meados do século XIX até os dias de hoje, esboçando não apenas uma visão sobre o Brasil, mas a possibilidade de um outro Brasil.
Pensamento Negro Brasileiro. Até 3.11, sempre aos sábados, das 17h30 às 19h30. Gratuito.
Sesc Pompeia. Rua Clélia, 93, Pompeia.

Já compartilhei, mas vale a pena repetir

Millôr: obra gráfica, exposição imperdível no IMS. Foto: Lalai Persson

Millôr ganhou uma bela exposição no IMS que traz seus desenhos criados ao longo de 70 anos de produção do artista. A mostra divide em cinco grandes conjuntos a obra gráfica de Millôr. Essa exposição não poderia ser mais atual.
Millôr: Obra Gráfica. Até 27 de janeiro 2019. De terça a domingo e feriados (exceto segunda), das 10h às 20h. Quinta, exceto feriados, das 10h às 22h. Gratuito.
Instituto Moreira Salles. Av. Paulista, 2424.

Biblioteca à Noite é uma exposição imersiva em realidade virtual concebida pelo diretor Robert Lepage e a Cia. Ex Machina, inspirada no livro homônimo do escritor argentino Alberto Manguel. A exposição oferece ao visitante uma experiência cenográfica e virtual, seguindo um roteiro de 10 bibliotecas, reais ou imaginárias.
Biblioteca à Noite. Até 10.02.2019. Gratuito, mas necessário agendamento prévio disponível a partir de 2.10.
Sesc Av. Paulista. Av. Paulista, 119, Bela Vista – Arte 1 – 5º andar.

O Itaú Cultural abriga a “Ocupação Ilê Aiyê”, o primeiro bloco afro do Brasil, cuja atuação vai além do carnaval. São 40 anos de história de luta e resistência contra o racismo. A mostra conta com projeções, tecidos, sala de tambores interativos, Cadernos da Educação que está sendo produzida por eles.
Ocupação Ilê Aiyê. Até a 6.1.2019. Terças-feiras a sextas-feiras, das 9h às 20h (permanência até as 20h30). Sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h. Gratuito.
Itaú Cultural. Av. Paulista, 149. Piso térreo

Instalação imersiva do duo japonês Nonotak, que visa quebrar a barreira entre tecnologia, arquitetura e artes visuais. São três obras com curadoria do coletivo paulistano “The Force”.
Nonotak: Dimensão. Até 06.01.2019. Terça a sábado, das 10 às 22h; domingos e feriados, das 10 às 18h. Gratuito.
Japan House. Av. Paulista, 52, Piso Térreo.

A 33ª Bienal de Artes de São Paulo está com uma programação com oficinas, bate-papos, visitas guiadas até dezembro. É só ficar de olho na página de eventos da Bienal no facebook.
33ª Bienal de Artes de São Paulo. Até 9 de dezembro. Gratuito. 
Pavilhão da Bienal. Parque Ibirapuera.

Save the date

O Red Bull Station faz 5 anos e celebra com uma programação com atividades focadas em música, arte, dança, tecnologia maker e inovação social. É necessário se inscrever.
Red Bull Station 5 anos. De 17 a 21 de outubro, das 11 às 20h. Gratuito.
Red Bull Station. Praça da Bandeira, 137.

A Biblioteca Mário de Andrade está com um curso intensivo de Produção Cultural. Para fazê-lo é necessário se inscrever e já ter alguma atuação na área cultural. As aulas serão ministradas por André Fonseca e Lu Gualda. As inscrições vão até 12 de outubro.
Curso Intensivo de Produção Cultural. De 27.10 a 24.11, sempre aos sábados. Os dois primeiros sábados as aulas serão das 8h30 às 16h e os demais, das 9h30 às 16h. Gratuito.
Biblioteca Mário de Andrade. Rua da Consolação, 94, Centro.

*Foto destaque: SP na Rua 2017 por I Hate Flash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *