Paulista Cultural 2018: Um domingo especial na Paulista

Em junho de 1978, vários museus que ficavam na Quinta Avenida em Nova York se juntaram e fizeram a primeira edição do Museum Mile, uma iniciativa para estimular novos visitantes nos museus da área e aumentar o apoio para as artes durante a crise fiscal da década de 70. O evento, é claro, foi um sucesso e desde então acontece anualmente durante um dia de junho na cidade. Inspirados por esse acontecimento, as instituições culturais da Avenida Paulista resolveram se unir esse ano e fazer a primeira edição do Paulista Cultural, que acontece neste próximo domingo.

Os participantes da versão paulistana são Casa das Rosas, Centro Cultural Fiesp, IMS Paulista, Itaú Cultural, Japan House e MASP, oferecendo um domingo repleto de programação cultural e atividades gratuitas para a população. Além disso, vai rolar uma programação paralela no CINEART-Conjunto Nacional, Caixa Belas Artes, Espaço Cultural Conjunto Nacional, Espaço Itaú de Cinema, Instituto Cervantes São Paulo, Livraria Cultura/Fnac, Mirante 9 de Julho e Teatro Gazeta.

Com tanta gente bacana reunida, é claro que a programação está demais. Nós separamos aqui o que cada participante vai oferecer no dia (essa agenda deve ainda sofrer atualizações essa semana). Se prepare para um ataque de ansiedade!

Programação entre instituições

14h às 18h: A Sericleta
É uma unidade móvel de impres­são em serigrafia, idealizada especialmente para a produção de materiais gráficos. O pú­blico é convidado a participar da ação como observador, interlocutor e impressor das pe­ças gráficas, experimentando da mágica da impressão manual.

Casa Das Rosas

A partir das 10h: Cafè Ristoro
O Cafè Ristoro, da Casa das Rosas, vai oferecer um menu especial no doming, com opções de culinária brasileira.
10h: Apresentação do Coral da Casa das Rosas
Apresentará um repertório com canções compostas a partir de poemas de autores brasileiros.
10:30h: Feira de Livros da Casa das Rosas
Organizada pela livraria Giostri, a feira reunirá diversas editoras dedicadas à literatura. Os livros serão vendidos com 20% de desconto.
11h: Sarau Jovem
Leitura dos textos dos participantes da turma de 2017 do Curso Livre de Preparação do Escritor Jovem (CLIPE Jovem).
11h e 13h: Visita Especial ao Museu
A visita abordará a Casa das Rosas como patrimônio cultural, no contexto histórico e urbanístico da Avenida Paulista, e, também, representações da cidade na produção da poesia concreta.
13h: Música Caipira em Diálogo
O Trio Maria Fumaça, formado por mulheres, apresentará sua visão do universo cancioneiro e instrumental da música caipira, buscando seu diálogo com outros gêneros musicais latino-americanos.
14h: Poesia na Avenida
Inspirados na tradicional brincadeira infantil do “telefone” acústico, o grupo Sensus apresenta na Paulista, em frente à Casa das Rosas, os “Polvos Poéticos”, uma atividade divertida que se torna um modo encantador de compartilhar poesia. Quatro atores dizem poemas de autores brasileiros através de conduítes (os “tentáculos” do “polvo”), sendo ouvidos por diversas pessoas simultaneamente.
14h: Pegue Livros
A Casa fará uma edição especial dessa atividade, que consiste na distribuição gratuita de livros – até três exemplares por pessoa –, de gêneros diversos, como romance, conto, poesia, quadrinhos, arte e ensaio. Também serão distribuídos CDs de música.
15h: Oficina “Sobreposição de Olhares”
A Avenida Paulista guarda camadas e sobreposições temporais em sua arquitetura. A atividade propõe uma reflexão sobre o tema, utilizando a técnica da colagem: será sugerida a composição de um cartão postal que acolha a subjetividade do olhar de cada participante sobre a cidade.
15h: Histórias Colaborativas
As histórias colaborativas são um convite para que por meio da narração os participantes encontrem e partilhem perguntas e vivências. Neste encontro, Kiara Terra convida pais e filhos a participarem de uma história marcada pelo humor.
16h: Guarda-chuvas poéticos
Uma intervenção errática pelo jardim da Casa, durante algumas horas, levará poemas aos visitantes, que os colherão de guarda-chuvas preparados para tanto.
19h: Jardim Paradiso Especial: Uma Noite em Sampa (2016)
Exibição do filme do diretor Ugo Giorgetti.
São Paulo tem sido ao longo de mais de quatro décadas um dos temas caros ao cineasta Ugo Giorgetti. Em seu mais recente trabalho, Uma Noite em Sampa, um grupo de endinheirados do interior que vem à capital para um espetáculo de teatro acaba desamparado quando o motorista de seu ônibus desaparece.

Centro Cultural Fiesp

Programação incompleta. Deve ser atualizada nos próximos dias.
19h: Pagliacci
Peça que conta a história de uma trupe de palhaços que decide abandonar suas origens e encenar um drama cômico com a magia da arte circense.

IMS Paulista

Instituto Moreira Salles São Paulo
Uma praça aberta no 5º andar
Das 10h às 20h: Exposição Chichico Alkmin
Mostra de imagens de Diamantina na primeira metade do século XX até meados dis anos 1950.
Das 10h às 20h: Anri Sala – O Momento Presente
A mostra explicita a dimensão política e ao mesmo tempo sensível da obra de Sala, propondo uma avaliação crítica do mundo contemporâneo e impactando a sensibilidade do espectador por meio do som.
11h: Apresentação de Yuzo Akahori e Yoohey Kaito
Apresentação do duo de Shamisen e Taiko, executada pelos músicos Yuzo Akahori e Yoohey Kaito. Os músicos nipo-descendentes aprenderam a tocar esses instrumentos tipicamente japoneses no Brasil e aprimoraram sua técnica em diversas expedições ao Japão para aprender com os mestres japoneses.
11h e 15h:  Oficina Experimentações no laboratório – Cianótipo
O IMS abre seu ateliê e seu laboratório para que o público se engaje em atividades fotográficas experimentais relacionadas a uma técnica ou ao procedimento de obtenção de imagens. Cianótipo é a produção livre pelo processo de cianotipia de imagens a partir de negativos fotográficos, desenhos em transparências ou objetos sobre diferentes superfícies (papel, tecido e madeira). A sessão das 15 é especial para crianças.
13h: Vamos ver juntos?
Visita mediada às exposições em cartaz, voltadas para grupos ou pessoas desacompanhadas. A atividade propõe aos participantes uma conversa a partir dos conteúdos das mostras e, eventualmente, uma atividade prática complementar.
Das 14h às 19h: Intervenção Monóculos fotográficos – Memória Familiar
Uma conversa entre gerações da família onde não só os mais velhos ensinam os jovens a usarem o monóculo como também acabam contando suas recordações da infância e transmitem a memória familiar. Ao longo da intervenção, são produzidos monóculos fotográficos a partir de registro fotográfico das pessoas presentes e processamento do filme fotográfico ao vivo.
15h: Oficina Autodesretratos – Processo criativo da construção da imagem
Oficina com o artista Rafael Silveira, responsável pela mostra Circonjecturas – em cartaz no Centro Cultural Fiesp até 6 de maio –, convida os participantes a fazer um autorretrato diferente, ao estilo do artista: o autodesretrato. Cada pessoa é retratada no início da oficina e depois constrói sua obra a partir de um acervo de imagens para recorte e colagem. Como resultado surgem retratos sem semblante, que revelam a intimidade da mente de cada participante.
Programação gratuita de filmes raramente exibidos em salas de cinema:
14h: Cabra marcado para morrer
16:30h: A família de Elizabeth Teixeira + Sobreviventes da Galileia
18:30h: Vida e verso
20h: Posfácio

Itaú Cultural

14h às 17h: A Sanfonástica Mulher Lona
A intervenção conta com a artista Lívia Mattos que, vestida de picadeiro e lona de circo, caminha pelo piso térreo realizando miniconcertos ambulantes com sua inseparável sanfona. É uma performance que une o universo fantástico do circo com a harmonia da música.
14h às 17h: Cantinho da Leitura
No tradicional Cantinho da Leitura serão disponibilizadas 30 publicações do acervo infantojuvenil da biblioteca do Itaú Cultural para leitura, além da contação de histórias Contos para Navegar em Terra Firme. A contação reúne contos breves que levam o público a viagens inesperadas rumo ao deserto, aos encontros, às transformações e à amizade. Ela se espalha em cinco diferente pontos do térreo do instituto, cada um, uma espécie de palco para ilustrar um pequeno conto de 10 minutos.

Japan House

Japan House. Foto: Rogério Cassimiro
Japan House. Foto: Rogério Cassimiro
13h: Takesada Matsutani, que realizará a performance Action São Paulo
A Japan House São Paulo recebe um dos grandes nomes da arte japonesa do pós-guerra, o artista contemporâneo Takesada Matsutani, que realizará a performance Action São Paulo. Na ocasião, também estarão expostas duas obras e a evolução de uma outra performance realizada pelo artista.
10h às 18h: Venda de Kakigori (Sotodoma)
Kakigōri é uma sobremesa originária do Japão feita de gelo raspado flavorizado com diferentes sabores, xarope de groselha e leite condensado Aproveitando a ocasião para difundir a sobremesa japonesa pouco conhecida do grande público, o Ikoi no Sono (casa de repousos para idosos, principalmente de descendentes japoneses), foi convidado para realizar a venda de Kakigori ao longo do dia no Sotodoma, área externa da Japan House São Paulo. A iguaria será vendida a R$5,00 e a receita arrecada será revertida para auxiliar na manutenção da casa de repouso.
11h: Workshop de Furoshiki
A oficina ‘Furoshiki: a arte milenar japonesa de envolver objetos com tecidos’, comandada por Sandra Fukada, abordará a história e técnica japonesa de amarração com tecidos quadrados. Furoshiki vem de Furo (banho) e Shiki (estender/abrir um tecido) e o uso dele se intensificou no período Edo, em que as pessoas acondicionavam seus pertences em tecidos amarrados com nós, enquanto se banhavam nos Sentôs (banheiros públicos). Hoje, o uso comum no dia a dia são as amarrações para transporte dos obentôs (marmitas), embalagens, ecobags e para presentear.
13h: Performance Matsutani
Artista multimídia, nascido em Osaka em 1937, e integrante do grupo Gutai de 1963 até sua dissolução em 1972, Takesada Matsutani é um exemplo de superação, vanguarda e contemporaneidade. Matsutani admite ter compreendido o potencial da cor preta em seus anos de estúdio, enquanto estudava arte tradicional japonesa. Preto e branco, cores consideradas por ele como características da cultura japonesa, prevalecem em seu trabalho. Em suas performances valoriza o gesto, o tempo e o silêncio.
14:30h: Atividade infantil Ponto de Contato com o artista Takesada Matsutani
Nesta atividade, as crianças interagirão com o artista e os materiais (tinta, bastão de madeira, tecido de algodão) que ficarão no chão.
15h: Atividade infantil Desenhos com o artista Takesada Matsutani
Na atividade Desenhos, as crianças serão convidadas a, juntamente com o artista, desenhar em um papel. Ao final, está peça será agregada a exposição do artista.
15:30h: Kamishibai (Sotodominha ou Sala de Seminário)
A apresentação mostra a técnica do Kamishibai – junção das palavras japonesas shibai (teatro) kami (papel) – na contação de histórias. Os contos infantis O Cozinheiro e Chapéus para os Jizos serão apresentados dentro de um palco de madeira, tendo suas passagens ilustradas por meio de desenhos feitos em cartões sequenciais.

MASP

Programação incompleta. Deve ser atualizada nos próximos dias.

10h às 17h: Balé Popular Cordão da Terra
Apresentação no vão do MASP do grupo formado por dançarinos e músicos. Constitui de diversos espetáculos: Maracatu; Bumba-meu-boi; Quadrilha Junina; Moçambique de Bastão; Carimbó; Cacuriá, entre outros.
10h às 17h: Estação Utopia da memória
Peça-instalação onde o espectador realiza percurso interativo mediado por cinco personagens vindas do futuro. Ao final da experiência, cada pessoa vai deixar seus relatos. Eles serão depositados em uma Cápsula do Tempo.
Splashcletas
Bicicletas adaptadas para funcionarem como máquinas de pintura, propondo aos participantes uma experiência de criação visual colaborativa.

 

Paulista Cultural 2018
Dia 11 de março
Avenida Paulista

* Foto de capa: Yuri Catalano / Unsplash

Dani Valentin

Campineira que adotou São Paulo como cidade do coração. Botequeira e vegetariana, ela ama histórias curiosas e obscuras.

3 thoughts on “Paulista Cultural 2018: Um domingo especial na Paulista

    1. Oi Marcio, não tem inscrição, a maioria dos eventos ou é aberta ou tem distribuição de ingresso um pouco antes do horário. Dá uma olhada no evento no Facebook que ali tem mais informações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *