Hot Pork: chegou o melhor porco quente de São Paulo

Não é hot dog, é hot pork e foi um dos maiores presentes que a cidade ganhou nesse último aniversário. Inaugurado – ainda em soft opening – na última quinta-feira, 25, a nova casa do casal-rueda-do-amor-da-bendita-mão-maravilhosa-pra-cozinha traz um upgrade de um dos ícones da comida de rua, o hot dog. Ou hot pork como foi rebatizado por lá.

hot pork, janaina rueda, jefferson rueda
Foto: @janainarueda1

Em uma esquina do centro da cidade, com uma vista privilegiada do Copan, o Hot Pork traz um clima simples e gostoso, cheio de sabor, cor e diversão ao centro de São Paulo com uma temática meio circense dos anos 20. Super colorido!

As opções por lá são bem objetivas. Duas opções do lanche, uma com a salsicha de porco e outra com salsicha vegetariana. Em ambos os casos, tudo confeccionado na casa. Sim, das salsichas ao pão, é tudo feito pela turma dos Rueda. Se você duvidar, é só dar um pulo lá. A cozinha fica a mostra e através de um vidro dá pra acompanhar toda a cadeia de produção. Inclusive as salsichas penduradinhas esperando para serem devoradas.

hot pork, janaina rueda, jefferson rueda
Foto: @machado_jo

Se você já esteve na Casa do Porco, sabe quanto o conhecido sanduíche de porco quente é de morrer de bom. E lá no Hot Pork ele ficou enorme e ganhou a versão vegetariana, o Not Pork, com uma salsicha feita à base de cogumelos. Os dois são servidos em um pão tostado, com ketchup de maçã e especiarias, mostarda fermentada com tucupi, maionese e picles de cebola roxa. O precinho é quase do seu tamanho. Quase! Só R$15 cada um. Eu não resisti, provei os dois, e posso comprovar: é difícil dizer qual é melhor!

hot pork, janaina rueda, jefferson rueda
Foto: @machado_jo

Para beber, são servidas bebidas que harmonizam bem com o porco quente. A grande estrela da casa é a sidra Épo de abacaxi com hibiscos (R$9), produto artesanal brasileiro de Morada, em Curitiba. Além dela, ainda tem cerveja artesanal blondine feita exclusivamente para o Hot Pork chamada WitPork (R$12), cerveja Heineken (R$8), e refrigerantes naturais (R$7).

hot pork, janaina rueda, jefferson rueda
Foto: @machado_jo

No final de tudo, além dos sabores e de saber da procedência de cada ingrediente que você está consumindo, um dos pontos mais incríveis do Hot Pork pra mim é o fato de poder sentir a cidade ao seu redor enquanto você come algo simples, barato e pra lá de democrático.

hot pork, janaina rueda, jefferson rueda
Foto: @machado_jo

Vida longa ao Hot Pork e inspiração para novos empreendimentos assim. Com consciência nos seus manufaturados e integração com as necessidades da cidade.

E sim, é o melhor hot pork (dog) da cidade! Eu acho.

Hot Pork
Rua Bento Freitas, 454 – República
Do dia 25 ao 31/01, de segunda a domingo das 11h às 17h.
A partir do dia 01/02, de segunda a domingo das 11h às 22h. 

Jo Machado

O Jo é um amante curioso, fiel e sem firulas da cidade. Adora vê-la fluir. Ver suas ruas cheias de vida e histórias. Fica feliz com os causos da cidade de outrora e gostaria de ter vivido por aqui também em outras épocas. Ama a diversidade da cidade, com ênfase na vasta gastronomia presente por aqui. Ele lambe os beiços só de pensar, acredite.

2 thoughts on “Hot Pork: chegou o melhor porco quente de São Paulo

    1. Oi Danilo, tudo bem? Você tem toda razão! É realmente vegetariano e não vegano. Já sabíamos e acabamos deixando passar na edição do post. Ato falho! Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *