777 Sanduicheria, um cantinho de sabor chileno na Aclimação

Se há uma coisa que São Paulo faz bem é trazer um pedacinho de cada país do mundo para a cidade. Uma cidade heterogênea em vários sentidos, que se intensifica ainda mais na gastronomia. São restaurantes de várias nacionalidades que exploram o melhor dos sabores de cada país, e que nos fazem viajar mundo afora sem sair da cidade.

Salão da 777 - Foto: Divulgação
Salão da 777 – Foto: Divulgação

E é no charmoso bairro da Aclimação que a 777 Sanduicheria traz um pedacinho do Chile para São Paulo. Idealizada pelo chileno José Luis Bouchon – um amante da culinária, apaixonado pelo seu país e de uma simpatia imensurável – a 777 Sanduicheria chegou a São Paulo para oferecer aos amantes de uma boa comida uma experiência única com a gastronomia chilena. José Luis, que é ator, cansou dos palcos, e largou tudo para trazer um pouco da cultura de seu povo para os brasileiros. A escolha de São Paulo, diz ele, é porque a cidade é uma metrópole internacional e cosmopolita, com oportunidades infinitas, mas que curiosamente sabe pouco sobre nossos vizinhos sulamericanos. Se o salão estiver tranquilo, aproveite para trocar dois dedos de prosa com ele. A sua paixão pelo que faz é inspiradora.

No Chile, segundo conta, o sanduíche é levado muito a sério, servindo em 60% do tempo como uma refeição completa. Existe até um app feito por uma instituição de turismo do governo para divulgar as receitas internacionalmente. A 777 quer, então, trazer essa noção para o paladar brasileiro, com receitas bem incrementadas no pão, que não vão deixar ninguém passar fome. Em um ambiente gostoso, decorado com objetos típicos, você pode se deliciar com suculentos sanduíches inspirados na culinária chilena, criados pela notável chef Juana Muzard, autora do livro “El Sánguche” e organizadora da feria do sanduíche em Santiago. Todos os sanduíches ainda podem ser incrementados com ingredientes característicos da região.

Sanduiche delicioso da 777 - Foto: Divulgação
Sanduiche delicioso da 777 – Foto: Divulgação

Para começar a montar o seu sanduíche, você escolhe uma proteína, que pode ser desde cordeiro, lombo de porco, frango, picanha, peixe, e até queijo de minas, na versão vegetariana. Na sequência, você seleciona um acompanhamento, que pode ser, entre tantas opções, o tradicional Chacarero – uma mistura de tomate, pimenta verde, vagens e azeite que foi eleito pela revista Time como um dos 13 melhores sanduíches do mundo. O acompanhamento tradicional mistura chilena de tomate, avocado, cebola e maionese. A lo pobre, como um bom PF chileno, leva ovo frito e cebola caramelizada. Ele ainda pode ser com influência italiana (mais na cor que nos ingredientes), americana (com bacon e picles), ou veggie.

Sanduíche de cordeiro - Foto: Jo Machado
Sanduíche de cordeiro – Foto: Jo Machado

Para regar tudo isso, um dos molhos, chamados de pebre: são molhos que ficam no meio do caminho entre no nosso vinagrete e o chimichurri argentino. O típico leva tomate, cebola, coentro, pimenta verde e alho. A partir dele vem as variações: avocado, palmito, manga, abacaxi, rabanitos e tártaro. E para finalizar, escolha o pão. Baguete e pão de forma a gente come em casa, né? Então te incentivamos a escolher o pão ‘amassado’ feito na casa, que de amassado não tem nada. É um pão branco em formato de pão de hambúrguer, mas com massa mais densa, que não esfarela. É o mais típico do país, e combina perfeitamente com a montanha de recheios que vem dentro. E ainda tem uma maionese de alho a parte que é sensacional, viu?

Adoçando o momento final da refeição, reserve um espaço para a versão chilena da torta mil-folhas, a milhojas. Essa versão é feita com uma massa crocante intercalada com doce de leite bem diferente, com sabor levemente salgado. Mais comum, a torta de limão é bem feita, e agrada quem quer um azedinho.

Torta Milhojas - Foto: Divulgação
Torta Milhojas – Foto: Divulgação

Na carta de bebidas, não poderia faltar uma vasta carta de vinhos chilenos bons. Mas a estrela do menu é a série de drinques tradicionais sensacionais, com preços bem acessíveis. São misturas bem frescas de vinho com frutas, desde a sangria tradicional espanhola até algumas mais ousadas como o Clery, muito consumido no sul do Chile, que leva vinho branco, morangos, menta e gengibre. Provamos alguns e ficamos na dúvida qual o melhor, mas indicamos muito o Melvin, cujo nome já entrega: melão com vinho branco. Esse drink é tão popular por lá que tem até dia nacional – 15 de janeiro. E como não poderia deixar de ser, o pisco sour é feito com perfeição, com pisco de qualidade.

Os deliciosos drinques: Clery e Melvin - Foto: Jo Machado
Os deliciosos drinques: Clery e Melvin – Foto: Jo Machado

A gente gosta muito de compartilhar lugares legais, que tenha comida decente, com preço justo e atendimento de qualidade. E a 777 é um desses lugares. Seja para um lanche rápido, um jantar ou para o almoço do dia-a-dia.

777 Sanduicheria
De terça à sábado, das 12h às 23h; Domingos, das 12h às 16h
Rua Topázio, 278 – Aclimação
R$ 30-45
Estacionamento em frente

* Foto destaque: Jo Machado

Jo Machado

O Jo é um amante curioso, fiel e sem firulas da cidade. Adora vê-la fluir. Ver suas ruas cheias de vida e histórias. Fica feliz com os causos da cidade de outrora e gostaria de ter vivido por aqui também em outras épocas. Ama a diversidade da cidade, com ênfase na vasta gastronomia presente por aqui. Ele lambe os beiços só de pensar, acredite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *