A Celebração de Anita Malfatti

Há 100 anos, em 1917, Anita Malfatti realizava a Exposição de pintura moderna Anita Malfatti, sua segunda exposição individual. Depois de passar alguns anos na Alemanha e nos Estados Unidos, Anita foi fortemente influenciada pelo estilo expressionista, que começava a engatinhar em todo o mundo, inclusive no Brasil. A exposição, é claro, causou indignação, com direito à famosa e dura carta de Monteiro Lobato publicada no Estadão que fez com que várias obras vendidas da artista fossem devolvidas e até quase destruídas.

Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna no MAM. Foto: Renato Salles

Esses foram os primeiros passos da arte moderna no Brasil, que 5 anos mais tarde ganharia uma semana para chamar de sua, dessa vez com 22 obras de Malfatti. Ela se juntaria então a Tarsila do Amaral, Menotti del Picchia, Mário e Oswald de Andrade, formando o que ficou conhecido como Grupo dos Cinco, defendendo as idéias da semana e tomando frente ao movimento modernista brasileiro.
Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna no MAM. Foto: Daniella Valentin
Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna no MAM. Foto: Daniella Valentin

Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna no MAM. Foto: Renato Salles

Mas logo depois, em 1923, ela embarcou para a França, voltando somente em 28, e talvez por isso, não seja uma artista modernista tão aclamada quanto os que ficaram por aqui. O caminho artístico tomado por ela nos anos seguintes se distanciou dos antigos companheiros, primeiro voltando aos clássicos e depois abraçando a simplicidade e a cultura popular.
Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna no MAM. Foto: Daniella Valentin
Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna no MAM. Foto: Daniella Valentin

A exposição

Nós fomos fazer o Tour Bradesco e acompanhar mais de perto toda essa história – e toda influência que isso teve na sua arte – na exposição Anita Malfatti – 100 anos de Arte Moderna. Sob curadoria de Regina Teixeira de Barros, a exibição está em cartaz desde o começo de fevereiro no MAM e  nela estão expostas cerca de 70 pinturas e desenhos, divididas nesses 3 períodos emblemáticos da vida da pintora. Ali, podemos ver obras como O farol, Uma estudante e Vista do Fort Antoine em Mônaco. A exposição fica por lá até o fim de abril, lembrando que aos sábados ela é de graça.
 
Anita Malfatti – 100 Anos de Arte Moderna
MAM – Parque Ibirapuera, Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº
Até 30 de abril de 2017, de terça a domingo, das 10h às 17h30
Ingressos a R$ 6 – aos sábados, a entrada é gratuita

* Foto destaque: Jo Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *