Aproveitando o verão em São Paulo

Vamos combinar que São Paulo não está preparada para o verão. Quando a temperatura ultrapassa os 30 graus, a cidade fica sufocante, o asfalto entra em ebulição e a crosta de poluição no horizonte deixa tudo ainda mais abafado. O mar de prédios e a falta de parques centrais agravam a situação, deixando o paulistano sedento por um mísera brisa que refresque o suor.

Mas nem tudo está perdido, São Paulo tem alguns oásis onde é possível espantar o calor, tomar um drink, bater papo com os amigos e se refastelar pela grama ou na cadeira de praia. São lugares com espaços abertos e com o clima de descontração típico do verão, ainda que adaptado à realidade paulistana. A gente listou alguns dos nossos preferidos aqui, mas é sempre bom lembrar, São Paulo tem um microclima muito particular e, no meio de um dia especialmente tórrido, pode cair um pé d’água daqueles. Consulte sempre seu app de meteorologia preferido e torça para que São Pedro esteja de bom humor!

Balsa
balsa

O prédio na esquina da Rua Capitão Salomão com Rua do Seminário, no centrão de São Paulo, é um conglomerado de gente bacana fazendo coisas legais. É neste prédio que funciona a Casa Feira Plana, o Núcleo Digital, a Líquen e o Instituto Choque Cultural, iniciativas incríveis ligadas a arte e comunicação. A Balsa ocupa os dois últimos andares deste mini pólo de criação, oferecendo trilha sonora espertíssima, drinks e cervejas com preço justo, decoração charmosa e um visual amplo do Vale do Anhangabaú. Para ficar sabendo quando rolam as festinhas, é preciso se cadastrar por e-mail.

Balsa
Rua Capitão Salomão, 26, Centro

Fatiado Discos

Logo de cara, a Fatiado pode parecer uma simples loja de discos, mas ela é muito mais do que isso. Além de levar a cultura dos discos em vinil como bandeira, com boa oferta de títulos e gêneros, a galera também arma umas festas de reggae, hardcore e rockabilly e até pequenos shows. Mas é lá no fundo, na laje da Fatiado, que a mágica acontece. Um espaço aberto com sofás e cadeiras, amparados por quiosques onde são servidas comidas veganas, hamburgers e o já tradicional Jantar dos Refugiados, todas as terças. Aos domingos, é comum fecharem a Alfonso Bovero naquele trecho, de tanta gente que cola para aproveitar a vibe.

Fatiado Discos & Cervejas Especias
Avenida Professor Alfonso Bovero, 382, Sumaré

Pitico
pitico

O Pitico é uma feliz mistura de drinks, gente bacana, cadeira de praia e comida árabe. Sucesso desde que abriu, vive cheio em qualquer época do ano, mas é no verão que a disputa por um lugarzinho fica ainda mais acirrada. Atraindo uma galera “descolada”, é um lugar onde pode-se beber cerveja com os amigos, levar o crush num date mais descontraído, comer um ótimo falafel ou simplesmente relaxar ao ar livre.

Pitico
Rua Guaicui, 61, Pinheiros

Pátio Cultural
patio

O Pátio Cultural é para quem quer curtir o verão paulistano sem carão nem pose. Num tranquila, numa relax, numa boa, saca? O deck do Pátio é delicioso e pode servir para passar o tempo, encontrar os amigos ou até participar dos cursos, palestras e festinhas que rolam por lá. Acompanhe a página deles para saber tudo da interessante e variada programação do Pátio.

Pátio Cultural
Rua Havaí, 431, Sumaré

Jardim Suspenso do CCSP

ccsp
Foto: Michel Guimarães

No teto do Centro Cultural São Paulo existe um grande jardim, aberto ao público, com uma visão privilegiada da cidade. É praticamente uma ilha verde no meio de um mar de prédios, usada pelo pessoal que frequenta o espaço para tomar sol, ler um livro, dar uma corridinha ou fazer um picnic. No verão, com o sol se pondo mais tarde, vale até passar por lá depois do trampo, para sentir a grama nos pés e ver a noite cair na cidade.

Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1000, Paraíso

Mirante 9 de Julho

_q6a9981Foto: I Hate Flash

Encravado no coração de São Paulo, o Mirante 9 de Julho é para quem quer fugir do sol porém aproveitar o calor mesmo assim. Além da vasta programação cultural, com filmes, festas e eventos (todos gratuitos!), o Mirante ainda tem café de qualidade, bebidinhas e um restaurante rotativo, com comidas das mais variadas regiões e especialidades. A escadaria já é ponto de encontro da galera, para terminar o dia, começar a noite ou simplesmente deixar o tempo passar.

Mirante 9 de Julho
Rua Carlos Comenale, s/n, Cerqueira César

Galeria 540
galeria

São Paulo está ganhando muito espaços como o Pitico e a Galeria 540, uma espécie de beer garden adaptado aos trópicos, onde a regra principal é descansar e se divertir. De decoração simples e sem frescura, preços honestos e rotatividade de food trucks e evento especiais, a Galeria 540 é uma ótima opção para quem não quer encarar uma multidão atrás de um lugar ao sol. Pode levar os filhos, a vó, o cachorro, todos são bem-vindos!

Galeria 540
Rua Mourato Coelho, 540, Pinheiros

Avenida Paulista aberta para pedestres

paulistaberta
Foto: Leon Rodrigues/SECOM PMSP

Não tem coisa mais deliciosa do que andar pela Avenida Paulista aos domingos, quando ela fica aberta e à disposição dos pedestres. É um retrato perfeito da cidade que a gente quer, com gente de todos os tipos convivendo no mesmo espaço, muitas e muitas bicicletas, gente se exercitando, bandas tocando na rua e nenhum carro para atrapalhar o rolê. Democrático como deve ser, é uma conquista dos cidadãos paulistanos e esperamos que continue assim para sempre.

Avenida Paulista, Cerqueira César

Foto de capa: FuturaPress

Tava Passando

Tavapassando e cliquei. Danilo Cabral e Flavia Lacerda registram seu dia a dia e todos os lugares por onde estão passando, em um mini-guia de shows, restaurantes, ruas e pixos no Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *