Silvio Santos vem aí, lá lá lá no MIS

Silvio Santos é, sem sombra de dúvida, o maior ícone da TV brasileira. Sim, temos grandes atores de novela, âncoras de telejornal, e apresentadores de programas que já passaram do prazo de validade. Mas ninguém supera nosso querido Seu Silvio em tempo de carreira, horas no ar, número de programas e carisma. A história do garoto que começou como camelô e venceu na vida é conhecida. Mas é só a contra-capa de um livro imenso de histórias únicas. Hoje abre no MIS a exposição ‘Silvio Santos vem aí!‘, e fãs do Homem do Baú (quem não é?) tem a oportunidade de mergulhar fundo na vida dele.

fullsizerender-2
Só dava Silvio Santos nas capas de revista!

A exposição, com curadoria de André Sturm e cenografia de Marcelo Jackow, traça uma linha cronológica desde a infância no Rio de Janeiro vendo filmes na Cinelândia, até os programas recentes mais importantes de sua emissora, como o Show do Milhão e a Casa dos Artistas (que foi incluída por solicitação do próprio!). Nessa trajetória, somos transportados pela era do rádio e da TV preta e branca, e passamos para a TV colorida, em uma transição cenográfica bem óbvia.
Os primeiros game shows brasileiros eram dele
Os primeiros game shows brasileiros eram dele

É impossível falar de Silvio Santos sem mencionar os inúmeros personagens que fizeram parte da construção do império do ‘Patrão’. Estão lá Manoel da Nóbrega, Hebe, Lombardi, Roque, Pedro de Lara, Araci de Almeida, Décio Picinini, Chaves, e até o Bozo. A única ausência óbvia é o eterno Robin do SBT Gugu, que é só rapidamente mencionado. E no desenrolar de sua carreira, vemos também como Silvio transitou pelas mais variadas esferas públicas brasileiras: a TV, o rádio, o cinema, o circo, o varejo, instituições financeiras, imprensa e até a política. Impossível não imaginar o que teria sido do país se ele tivesse subido ao Palácio do Planalto!
Mah, ooooeeeee! Vote 26!
Mah, ooooeeeee! Vote 26!

Mas filhos dos anos 70 e 80, como eu, vão pirar mesmo é na interatividade da mostra. Além do aplicativo que funciona como audioguia, e da playlist do Spotify com narração de Carlos Alberto de Nóbrega, todos os grandes clássicos do SBT estão lá, em instalações imersivas cheios de nostalgia dos programas dominicais que só Silvio Santos sabia fazer. Dá para namorar na TV, descobrir qual é a música, testar seus conhecimentos roletrando, e quem sabe ganhar seu primeiro milhão. Eu confesso que me emocionei ao rodar o famosíssimo Pião da Casa Própria! Mas o momento auge para a maioria, com certeza, vai ser a grande sala recheada de brinquedos da infância, onde todos podem entrar no Foguetinho, e gritar para todo mundo ouvir SIM! e NÃO! quando a luz vermelha acende. Eu saí de lá com um carro, mas queria mesmo ganhar um tênis Montreal. :-/
Melhor mico que já paguei.
Melhor mico que já paguei.

A exposição ainda tem duas surpresas posteriores para quem a visitar. Primeiro, tem um verdadeiro sorteio do Baú, com prêmio não revelado. Basta preencher uma ficha e jogar na urna – dedos cruzados! E no fim, quando se abrem as Portas da Esperança, uma outra urna está recebendo cartas para o concurso, e os três sorteados terão a honra de conhecer Silvio Santos em pessoa. Vale mais que dinheiro! Dá para dizer que Seu Silvio não é o cara mais legal do Brasil?
Certeza que é O Trem das Onze.
Certeza que é O Trem das Onze.

Adivinha o que tem atrás.
Adivinha o que tem atrás.

Pe-dro-de-la-ra-lá...
Pe-dro-de-la-ra-lá…

apito_agoniante.mp3
apito_agoniante.mp3

Serviço

Silvio Santos Vem Aí
Museu da Imagem e do Som – Av. Europa, 158
De 07.12 a 12.03.17
Terça a sexta, das 11h às 20h; Sábado, das 10h às 21h; Domingo e feriados, das 10h às 19h
Ingressos: na bilheteria, $12 ou $6 (meia). Antecipado com hora marcada $30 e $15 (meia) aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *