Mais um presente de Tomie Ohtake para São Paulo

Tomie, uma das mais consagradas e amadas artistas plásticas desse país, que faleceu em fevereiro do ano passado no alto dos seus 101 anos, já deixou suas marcas pela cidade de São Paulo. E parece que mais um legado dessa jóia nipo-brasileira deve virar marco da cidade.
A casa no Campo Belo, construída no final da década de 60 e assinada pelo filho Ruy Ohtake, foi palco de diversos encontros ilustres e visitada por nomes como Saramago e o arquiteto Niemeyer. Seus jardins são presente de Burle Marx e por todo lado a arte respira livre, em meio a objetos deixados por Tomie e que permanecem exatamente onde ela deixou.

Foto: Leonardo Finotti -Divulgação
Foto: Leonardo Finotti -Divulgação

Com a intenção de preservar toda a história de Tomie e de artistas que cruzaram seu caminho, os filhos da artista estão amadurecendo um projeto que vai transformar a casa e um centro cultural dedicado às artes plásticas. Biblioteca, oficinas e apresentações artísticas também fazem parte da gama de idéias para o espaço, que ainda não tem data para sair do papel, mas que já tem nome: A Casa de Tomie.
Enquanto esse sonho é só um projeto, nos resta sonhar junto. Afinal sonhar junto é realizar junto. E cá entre nós, que lindo seria ter um lugar como esse na cidade. Não só São Paulo, mas o país seria ainda mais grato ao legado de Tomie.
Foto destaque: Galeria Nara Roesler – Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *