BTNK: Drinques e comidinhas nos trilhos

Ano passado, resolvi fazer um tour pela Mooca (você pode ler sobre aqui) e um dos passeios do dia foi andar de maria-fumaça. Quem já fez esse passeio sabe, ele é bem curtinho, dura aproximadamente meia hora, mas um dos lugares mais legais pelo qual ele passa é ao lado de um “cemitério de vagões”.
Para a nossa sorte, resolveram aproveitar esse espaço “abandonado” e de lá para cá, duas iniciativas surgiram por ali: o Nos Trilhos, espaço cultural que faz festas, exposições e eventos culturais; e o BTNK, um bar/restaurante fantástico, com drinques, comidinhas, intervenções teatrais e música, tudo junto e misturado. Como já dá para notar pelo nome, a inspiração vem do universo beatnik, movimento sócio-cultural dos anos 50 e 60 onde a criatividade e a não conformidade dominavam. O bar surgiu no conceito pop up, ou seja, com data para fechar. Porém, esse ano o sucesso foi tanto que os idealizadores desistiram de determinar essa data.
IMG_20160815_192101
IMG_20160815_192116
Já vale a pena visitar o lugar só pela experiência. Eu amo quando dão vida nova a algum lugar esquecido, e ali a ideia é tão boa que me surpreende que ninguém tenha pensado em fazer algo antes. Além do vagão-restaurante, existe ainda um jardim de inverno numa área que comporta até quase 300 pessoas. A decoração é pensada nos mínimos detalhes, tudo remetendo a uma outra época, um outro universo. Sexta é noite de música brasileira, mas eu recomendo muito que você vá aos sábados, quando tem banda de jazz – o que combina perfeitamente com o ambiente.

Tabua de queijos
Tabua de queijos

Banda de Jazz
Banda de Jazz

Dá para tomar cerveja por lá, mas uma boa é tentar os drinques. Além dos mais clássicos, como negroni, gin tônica ou bloody mary, existem opções exclusivas como o On The Road – com suco de cranberry, tônica, suco de limão, xarope de gengibre e vodka. Ou o Howl, com bourbon, Aperol, Carpano, xarope de gengibre e espumante. Nessas noites frias, uma ótima opção é pedir alguma das opções quentes do cardápio ou ainda um vinho (em taça ou garrafa).
IMG_20160815_192146
O cardápio atual é assinado pelo Cateto Comer e Beber Artesanal. Assim como nos bares da Mooca e em Pinheiros, as principais atrações são as tábuas de charcuteria e os lanches. A qualidade dos ingredientes é de primeira, principalmente os queijos, que são maravilhosos. Na nossa ida, pedimos uma tábua de queijos, com 3 tipos diferentes, uma cumbuquinha de queijo derretido, figos e maçã, e os lanches Blue Punch e Do Pasto, esse último vegetariano. Tentamos muito deixar um espaço para a torta de maçã, que falam que é todo amor do mundo, mas essa teve que ficar para a próxima.
Se a ideia é comer no vagão, a sugestão é ir antes das 10h. São poucas mesas ali dentro e, com o aumento da demanda, a espera pelo seu prato aumenta também exponencialmente. E, vale lembrar que apesar de ficar aberto até às 4 da manhã, a cozinha fecha já à 1h.
BTNK
R. Visconde de Parnaíba, 1253
Sexta, das 21h às 4h; Sábado, das 20h às 4h
faleconosco@btnk.art.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *