O que não perder na Jornada do Patrimônio

Pela primeira vez, cerca de 80 imóveis públicos ficarão abertos 24 horas para visitação neste final de semana. A Jornada do Patrimônio já acontece em vários países da Europa há quase 30 anos – a primeira foi a Journèe du Patrimoine em 84 em Paris e hoje são mais de 30 países participantes – e a intenção tanto lá como aqui é aproximar a população da história e memória da sua cidade.

Foto Thiago Leite/Shutterstock
Foto Thiago Leite/Shutterstock

Em São Paulo, acontece este sábado e domingo, dia 12 e 13, e a maioria das construções participantes datam do início do século passado. Para se ter uma idéia do que será possível visitar, entram no roteiro o Palacete Teresa Toledo Lara, o Castelinho da Rua Apa, e alguns lugares já abertos, como o Ponto Chic do centro. A Casa do Artigas é imperdível, o imóvel é um dos marcos da arquitetura moderna residencial brasileira, e como tem gente morando ainda lá, não é fácil conseguir uma oportunidade de visitá-la.


Além dos prédios abertos, o evento oferece roteiros para alguns deles, palestras e oficinas. Ficou com preguiça de pesquisar o que ver? A gente então faz o serviço sujo para você e selecionamos o que é imperdível:

Roteiros

Dado Photos / Shutterstock.com
Dado Photos / Shutterstock.com
  • Já começando de madrugada, com uma visita a meia-noite a Biblioteca Mario de Andrade.  Já cantamos a bola que a prefeitura pretende deixar o prédio funcionando 24 horas em breve
  • O Cemitério da Consolação recebe 3 visitas no sábado (17:30; 18:30 e 20) e duas no domingo (às 16 ou 17). Ou seja, não dá para dar a desculpa que estava ocupado
  • Um dos nossos museus preferidos da cidade, o Museu da Imigração, vai ter visita às 9 no sábado e às 10 no domingo
  • A Cinemateca tem visita nos dois dias às 16h
  • O Centro Cutural Banco do Brasil e o Edifício Martinelli tem visitação nos dois dias também às 9h
  • A da Casa da dona Yayá e a casa de vidro são sábado e domingo às 10
  • Visitas dialogadas acontecem na casa de Mário de Andrade, às 9:30, 11 e 12:30 no sábado. e às 9:30 e 10:30 no domingo

Toda a programação de roteiros está aqui.

Oficinas

  • A “Fotojornada do Patrimônio” é para fotógrafos profissionais e amadores e é dividida em pelos temas As Galerias do Centro Novo; O Bairro do Bom Retiro; O Centro Histórico e O Bairro da Liberdade.
  • A oficina “Um novo olhar sobre o patrimônio de SP” ensina a olhar a cidade por meio da fotografia.
  • “Quem é você por São Paulo” vai filmar a relação das pessoas com a cidade e as melhores histórias vão virar um documentário exibido no aniversário de São Paulo
  • No “Passeio Sonoro pelo Bom Retiro” um audioguia traz a história do bairro, contada por moradores, arquitetos e curadores. Dá para baixar o guia aqui e é preciso levar o próprio fone.

A programação de todas as oficinas estão aqui. Todas as oficinas da jornada são gratuitas mas muitas precisam de inscrição antecipada.

Palestras

Foto por Filipe Frazao/Shutterstock
Foto por Filipe Frazao/Shutterstock
  • Em “Vila Itororó: Construção, permanências e impasses” as urbanistas Sarah Faldman e Ana Castro apresentam pela primeira vez os resultados de uma pesquisa histórica a respeito da Vila e que virará livro
  • “A memória e o patrimônio da zona leste de SP” apresenta a situação atual do patrimônio cultural da zona mais populosa da cidade.
  • O historiador Carlos Danilo Mesa Mergulhão aborda em “A história de São Paulo por meio da Arquitetura” 3 momentos da arquitetura na cidade: Arquitetura de Taipa de Pilão –da Colônia a República; a arquitetura de tijolos – do século XIX ao XX e a arquitetura de concreto do século XX e XXI
  • “Turista na cidade de nascença”: o patrimônio cultural que vivemos e nem percebemos” aborda como o patrimônio histórico está inserido no cotidiano e passamos sem notar.

Todas as palestras estão aqui.

* Foto de capa: Alf Ribeiro / Shutterstock.com

 

 

Dani Valentin

Campineira que adotou São Paulo como cidade do coração. Botequeira e vegetariana, ela ama histórias curiosas e obscuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *